Início / O Maneio de Animais de Criação / Pintos e Frangos - O ABC do Maneio...

Pintos e Frangos - O ABC do Maneio...

- Quando tomamos a decisão de criar e engordar os nossos próprios frangos de carne - a qual nos vai garantir a melhor carne para a nossa alimentação, ou um pequeno negócio - há vários aspectos a ter em conta.

A Escolha dos Frangos: Branco vs. Campo

Em primeiro lugar, devemos escolher os animais que melhor se adequam ao nosso objectivo. Assim, há que decidir entre criar frangos brancos ou frangos de campo. Há diferenças fundamentais entre os dois. Os frangos brancos, que são normalmente de três raças (Ross 308, Cobb 500 ou Hubbard 500), têm um ciclo de crescimento mais curto, que normalmente se cumpre em 45 dias, não devendo nunca ultrapassar um peso final de 3 Kg. Já os frangos de campo, têm um ciclo de vida de cerca de 80 dias, não havendo, no entanto, uma preocupação relativa ao peso final.

Em segundo lugar, é necessário ter um número de cuidados relativos ao maneio geral dos animais, desde a recepção dos pintos ao acabamento dos frangos na fase final da criação.

A Recepção dos Pintos: O Espaço

No momento da recepção dos pintos, e até ao 7º dia de vida, devemos garantir que temos um local ideal e perfeitamente preparado para o efeito. O local escolhido para receber os animais deve estar perfeitamente limpo e desinfectado, podendo ser utilizados vários produtos para este efeito, como o cloro, o iodo, o fenol, a amónia quaternária e o formol. Estes produtos têm características positivas e negativas que devemos pesar antes de decidir quais vamos utilizar, isoladamente ou em conjunto. Para além do local, é essencial que os pintos encontrem uma cama limpa e seca. De modo a que tal aconteça a cama deve ser feita, preferencialmente, de aparas de madeira e casca de arroz. Há, naturalmente, outros materiais que podem ser utilizados, mas é fundamental que os materiais não sejam de fácil consumo por parte dos animais, de modo a evitar problemas do foro digestivo que podem revelar-se fatais. Aconselhamos ainda a utilização de um pó secante, de modo a que não existam pontos húmidos na cama, os quais se podem revelar igualmente fatais para os animais. Ainda no que diz respeito ao espaço, os pintos devem encontrar um ambiente aquecido e iluminado. Para melhor garantir este ponto, o local deve ser aquecido 3 horas antes da chegada dos animais, através duma lâmpada ou dum queimador que permita uma temperatura de 33ºC e uma humidade de 50%. O espaço deve ter uma boa renovação de ar, mas com o cuidado de não estar sujeito a correntes de ar.

A Recepção dos Pintos: A Alimentação

Ainda no tempo que medeia o momento da recepção e o 7º dia de vida dos pintos, são de importância vital as questões ligadas à alimentação. No que diz respeito à água, esta deve estar sempre limpa e disponível. Caso a água não seja canalizada, pode haver necessidade de a desinfectar, à semelhança do que é feito para consumo humano. Devemos dar particular atenção à temperatura da água, que não deve ser nunca demasiado alta. Na recepção podem adicionar-se à água uma colher de açúcar, uma pitada de sal e/ou electrólitos. Devemos manter em mente o facto de que os animais, nesta fase, bebem o dobro do que comem. Para uma melhor perfomance deve ser administrada migalha fina, rica em proteína e aminoácidos, onde, durante os primeiros 3 dias, deve ser colocada sobre papel de jornal.

Pintos do Dia vs. Frangos de Recria

Há grandes vantagens de criar e engordar frangos que tenham sido adquiridos como pintos do dia. Estes animais comem muito pouco, desenvolvem-se desde o 1º dia no ambiente final, ficando sujeitos a menor stress, e tornando-se muito mais económicos. No entanto, há sempre a possibilidade de optarmos por animais de recria, adquiridos entre os 14 e os 21 dias de vida.

Frangos de Recria: Recepção, Maneio e Alimentação

No caso de nos decidirmos por pintos recriados, a recepção deve obedecer às mesmas regras que se aplicam aos pintos do dia. Assim, é fundamental a limpeza e desinfecção do espaço, bem como a qualidade das camas, que também devem ser fitas com aparas de madeira. No que diz respeito ao aquecimento, este deve ser conseguido através de lâmpada ou queimador que garanta uma temperatura entre 26 e 28 graus, e uma humidade de 65%. Na alimentação, a água tem que ser limpa, com a possível adição de 2 colheres de açúcar, uma pitada de sal, electrólitos e suplementos de vitaminas e minerais, sendo que a ração deve ser de migalha grossa ou granulado, rica em proteína.

Da Engorda ao Abate: Maneio Geral e Alimentação

Os frangos também requerem cuidados específicos de maneio. O espaço deve ser regularmente desinfectado com cal e as camas devem ser mantidas secas. Os bebedouros e os comedouros devem ser limpos com frequência e colocados a 20 centímetros do chão. É fundamental que a alimentação seja exclusivamente de ração até aos 35 dias de idade.
O plano alimentar ideal com rações Biona, que garante os melhores resultados para os seus animais, deve ser seguido respeitando a utilização, do 1º ao 21º dia, de Diofrango e Avidiona (migalha fina com alto teor de proteína, vitaminas e minerais). Já do 17º dia até ao abate deve utilizar-se Avidiona Recria e Avidiona 115 (granulado fino e curto, com alto teor de proteína, energia, vitaminas e minerais).

Artigos relacionados

Este sítio Web utiliza cookies.

Todos os sítios Web da De Heus Voeders utilizam cookies e outras técnicas semelhantes. Utilizamos cookies funcionais para garantir o funcionamento adequado e seguro dos nossos sítios Web e cookies analíticos para oferecer uma óptima experiência de utilização. Os cookies de marketing são utilizados para mostrar ao utilizador informação personalizada e relevante no nosso sector, em vez de informação geral.

Ao clicar em "Aceito", o utilizador concorda com o armazenamento de todos os cookies. Clicar no botão "Alterar definições de cookies" para alterar as preferências.


Consulte a Política de Cookies da De Heus Voeders para mais informações.